Como tratar problemas de visão causados pela diabetes?



Os altos índices de glicose no sangue podem afetar o corpo como um todo e por isso pede cuidado. Os olhos não ficam de fora da lista de afetados pelo excesso de açúcar no sangue.

A exemplo de complicações oftalmológicas que podem surgir está a retinopatia diabética, relacionada ao diabetes mellitus é a principal causa de cegueira em pessoas com idade entre 20 e 74 anos.

O tempo de duração do diabetes e o controle glicêmico são, respectivamente, os dois fatores mais importantes relacionados ao desenvolvimento e à gravidade da retinopatia diabética. Por isso, identificar precocemente o diabetes e fazer um acompanhamento médico integral (incluindo visitas periódicas ao endocrinologista e ao oftalmologista) e tratá-lo com o devido cuidado e controle da glicemia é fundamental para evitar que a progressão da doença cause danos sistêmicos.

Prova disso é o fato de que, felizmente, o risco de cegueira pela retinopatia diabética pode ser reduzido a menos de 5% quando o diagnóstico é realizado em tempo adequado e o tratamento realizado corretamente, antes que alterações irreversíveis possam se instalar

Os dados apontam que, após 20 anos de convivência com o diabetes, mais de 90% dos diabéticos tipo 1 e 60% daqueles com o tipo 2 apresentarão algum grau de retinopatia. No entanto, vale ressaltar que isso não quer dizer que todos que tem diabetes terão perda visual.

O QUE É A RETINOPATIA DIABÉTICA

Essa é uma doença que surge devido aos danos causados pelo excesso de glicose no sangue nos vasos sanguíneos dentro da retina. Entenda:

Devido ao quadro de diabetes, (1) inicialmente ocorre a dilatação e obstrução dos pequenos vasos que levam sangue até a retina. O problema começa a se agravar quando essa obstrução impede a chegada de oxigênio até a retina (quadro que gera comprometimento da visão), e com isso, (2) nosso corpo se mobiliza para a formação de novos vasos para irrigação, numa tentativa de ajudar nossa visão. No entanto, esses novos vasos são frágeis e possuem paredes finas, sendo mais suscetíveis a rompimentos. (3) Somente quando ocorrem pequenos vazamentos de sangue (hemorragia vítrea) que o paciente apresenta sintomas como a visualização de alguns pontos de sangue ou manchas flutuantes na visão.

Por isso é importante deixar o alerta: ao primeiro sinal de visão borrada, ou qualquer outra alteração, procure um oftalmologista.

COMO TRATAR

O tipo de tratamento vai depender do estágio da retinopatia e se a retina está com edema ou não. Atualmente os tratamentos mais utilizados consistem em fotocoagulação retiniana com laser ou injeção intraocular de antiangiogênico. Em casos mais avançados pode ser realizado cirurgia vítreo-retiniana.

Se você está buscando tratamento eficaz de verdade, conte comigo!

Fonte: Retinopatia Diabética, Sociedade Brasileira de Diabetes.

8 visualizações

Atendimento

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Domingo

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 12h00

Fechado

Instagram

Facebook

©  2020 Todos os direitos reservados à  Dra. Letícia Naves