Ferimento na pálpebra das crianças pode ser grave



Essa é uma daquelas situações que só quem vive a maternidade/paternidade sabe o quanto pode preocupar: um dia você está curtindo um passeio em família e no outro @ filh@ acorda com o olho completamente inchado, praticamente não abre e então surge o desespero para saber do que se trata.

Pode parecer estranho, mas é um relato que sempre surge no consultório. No caso das crianças, pequenas lesões nos olhos podem passar despercebidas em meio às brincadeiras, mas por mais insignificantes que pareçam, podem causar consequências graves, como é o caso da celulite orbital. Nunca ouviu falar? Eu te explico do que se trata.

O QUE É A CELULITE ORBITAL?

Trata-se de uma infecção que afeta o tecido dentro da órbita, em volta e atrás do olho.

Mas uma pergunta pertinente é: como ela surge? Quase sempre a celulite orbital tem como causa uma infecção prévia dos seios nasais, dos dentes ou da própria corrente sanguínea, e que de alguma forma se alastra para a órbita. Por isso, é importante ficar atento a qualquer indício de infecção para que ela seja diagnosticada e tratada da melhor maneira.

No entanto, a celulite orbital pode surgir de forma ainda mais sorrateira: uma mordida de animal, picada de inseto ou alguma outra ferida nas pálpebras podem ser o suficiente para disseminar uma infecção.

SINTOMAS

Imagine o mesmo cenário narrado no início deste texto: sinais de infecção começam a surgir de um dia para o outro. Você deve ficar de olho caso note que a criança apresenta

- Dor;

- Inchaço;

- Olho vermelho;

- Febre;

- Olho saliente;

- Limitação da visão e dos movimentos dos olhos.

TRATAMENTO

Em alguns casos pode ser necessária a internação para a aplicação de antibióticos por via venosa. E, nos mais graves, até mesmo cirurgia.

No entanto, o tratamento dos casos mais simples pode incluir apenas o uso de antibióticos em comprimidos.

Vale ressaltar que a infecção merece atenção não apenas pelo susto do olho inchado, mas também porque, sem tratamento adequado, a celulite orbital pode provocar cegueira, assim como doenças graves. A infecção pode se estender até o cérebro (meningite) e a medula espinhal, ou podem se formar coágulos de sangue que se espalham pelas veias em volta do olho, chegando até uma veia grande que se encontra na base do cérebro (seio cavernoso), provocando uma doença séria chamada trombose do seio cavernoso. Por isso é importante que o diagnóstico se dê ainda no início do desenvolvimento do problema e que as mamães não pratiquem a automedicação: isso pode piorar ainda mais o quadro e mascarar os sintomas.

Cuide dos olhos das suas crianças. Não se deixe levar pelo “foi só um arranhãozinho” ou “é apenas uma infecção”. Conte comigo para cuidarmos juntas do que importa!

43 visualizações

Atendimento

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Domingo

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 12h00

Fechado

Instagram

Facebook

©  2020 Todos os direitos reservados à  Dra. Letícia Naves