Hipermetropia na infância: como funciona e como proceder?



Que as crianças também estão sujeitas aos problemas de visão nós já sabemos. Entre todos os possíveis, a hipermetropia é o caso mais constante e está ligado diretamente ao crescimento e desenvolvimento dos olhos.

A hipermetropia é um erro de refração que pode se manifestar desde o nascimento. Esse problema ocorre em função de um olho menor do que o normal, fazendo com que, no processo de visão, a imagem seja focada atrás da retina. Diante dessa condição, o paciente enxerga mal os objetos que estão próximos e vê bem apenas o que está longe.


Fonte: CBO

Além da reduzida acuidade visual, é possível identificar a hipermetropia através de outros sintomas frequentes: dores de cabeça, fadiga ocular, leitura comprometida e dificuldade de concentração. Por outro lado, o fato desses sintomas serem comuns a outras doenças oculares aumenta a importância de se manter em dia com as consultas oftalmológicas, pois somente um médico consegue indicar exames precisos e diagnosticar o problema.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, há uma série de fatores que podem explicar a incidência de hipermetropia em crianças, entretanto a dificuldade em definir e controlar todos eles faz com que o foco seja maior no diagnóstico precoce e tratamento.

Segundo um estudo americano, a hipermetropia não corrigida afeta muito mais do que a saúde física e ocular. Os pesquisadores avaliaram 492 crianças de 4 e 5 anos de idade, dividindo-as em dois grupos: aquelas com visão normal e as demais que sofriam com hipermetropia não corrigida. Eles observaram que quem possuía de 3 a 6 graus teve um desempenho significativamente pior em um teste de alfabetização pré-escolar em comparação aos demais. Esse tipo de análise reforça o fato de que a dificuldade em enxergar de perto pode reduzir ou limitar a leitura, aprendizado e desenvolvimento escolar, afetando, por exemplo, a repetência, atividades cotidianas e até mesmo a socialização.

Vale lembrar que a dificuldade em verbalizar, muitas vezes, pode atrapalhar a identificação dos pais. Diante disso, é importante acompanhar os filhos de perto para notar qualquer irregularidade ou dificuldade em casa e na escola. ____

Você já agendou uma consulta com oftalmologista para o seu filho? Saiba que os olhos das crianças possuem características específicas e um oftalmologista pediatra pode ser uma boa opção para te ajudar.

Fonte: Kulp, MT, Ciner E et al. Uncorrected Hyperopia and Preschool Early Literacy: Results of the Vision In Preschoolers - Hyperopia In Preschoolers (VIP-HIP) Study.Ophthalmology, 2016.

Conselho Brasileiro de Oftalmologia

24 visualizações

Atendimento

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Domingo

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 12h00

Fechado

Instagram

Facebook

©  2020 Todos os direitos reservados à  Dra. Letícia Naves