Piscar excessivo nas crianças: o que significa?



Você já notou, em algum momento, que os seus filhos estão piscando demais ou até mesmo apresentando lacrimejamento excessivo? E esses comportamentos estão associados a algum hábito, como o uso de eletrônicos?

Quando o piscar excessivo começa de maneira súbita, é normal que os pais se preocupem e questionem se está tudo bem com a saúde ocular dos pequenos. Um dos problemas mais comuns associados a este sinal é o olho seco, algo que se torna recorrente em regiões de clima seco, quente e de ar poluído.

As lágrimas são importantes para lubrificar os olhos, protege-los de partículas e substâncias irritantes e ainda ajudam no combate a infecções. Quando a sua produção é inexistente ou de má qualidade, estamos sujeitos a apresentar visão embaçada, coceira e vermelhidão ocular. Instintivamente, na tentativa de contornar essa situação, piscamos mais vezes.

Como disse anteriormente, em ambientes secos, quentes e poluídos, esse quadro é mais comum. Além disso, há outros fatores que podem desencadear o problema. São eles:

- Alergias; - Conjuntivites; - Doenças autoimunes (artrite, lúpus e síndrome de Sjögren); - Efeitos colaterais de alguns medicamentos (antialérgicos, descongestionantes, antidepressivos, tranquilizantes e anti-hipertensivos); - Lentes de contato; - Ar condicionado; - Uso excessivo de eletrônicos.

Sobre esse último, vale a pena prestarmos muita atenção, pois não é difícil garantir a segurança da nossa visão. Alguns hábitos simples podem te ajudar no dia a dia. Leia mais clicando aqui.

É importante ressaltar que o cuidado dos pais é muito importante quando o assunto é a saúde ocular das crianças. O fato delas não verbalizarem seus incômodos com tanta frequência dificulta o diagnóstico e correção precoce do problema. Além disso, recomenda-se que os filhos sejam avaliados por um oftalmologista desde o nascimento, pelo menos uma vez ao ano. Ao consultar um médico, será possível identificar a causa do desconforto e avaliar qual a melhor intervenção para evitar complicações.

Fonte: American Academy of Ophthalmology.

Conselho Brasileiro de Oftalmologia.


0 visualização

Atendimento

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Domingo

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 18h00

8h00 às 12h00

Fechado

Instagram

Facebook

©  2020 Todos os direitos reservados à  Dra. Letícia Naves