Quando você deve fazer uma plástica ocular?


plástica ocular

A plástica ocular pode ser recomendada para o tratamento de diferentes condições oculares como excesso de pele e gordura, obstrução das vias lacrimais, alterações nas pálpebras e até mesmo em caso de tumores.

Entenda cada situação:

Excesso de pele e bolsas de gordura nos olhos

Nesse caso, a cirurgia mais indicada é a cirurgia de pálpebras, ou bleferoplastia. Ela é indicada para homens e mulheres que possuam:

Excesso de depósito de gordura depositada nas pálpebras superiores e inferiores

- Flacidez que incomode o contorno da pálpebra, até mesmo prejudicando a visão; - Excesso de pele e rugas finas; - Queda das pálpebras inferiores.

Para se submeter a essa plástica ocular é importante ter boa saúde, não ter doenças oculares graves e não fumar.

Cílios para dentro ou cílios para fora

O nome de ambas as condições são - respectivamente - entrópio e ectópio palpebral, e são comuns em pessoas de idade avançada. Na primeira, acontece a rotação interna da pálpebra, fazendo os cílios rasparem nos olhos e causarem irritação. Já na segunda, a pálpebra gira para fora perdendo o contato com o globo ocular, deixando-o mais exposto a agressões.

A cirurgia plástica ocular pode corrigir ambos os problemas.

Tumores nas pálpebras

Eles são raros, mas devem ser diagnosticados precocemente e a sua localização é um fator positivo neste caso. Os benignos são mais frequentes, mas quando maligno, o mais comum é o carcinoma baso-celular, que atinge 90% dos pacientes.

A plástica ocular além de remover o tumor, permite a reconstrução das pálpebras. Esse procedimento é importante pois permite que as pálpebras voltem a cumprir sua função de proteção dos olhos.

Obstruções das vias lacrimais

As vias lacrimais são o sistema de drenagem das lágrimas. Em um paciente saudável, as lágrimas deixam os olhos por meio de pequenas aberturas no canto das pálpebras que, através do ducto naso-lacrimal, desaguam na cavidade nasal. No entanto, em casos de obstrução elas passam a se acumular nas pálpebras.

O principal sintoma do problema é o lacrimejamento e inchaço das pálpebras. Em alguns casos ocorre uma secreção amarelada e as pálpebras podem grudar umas nas outras.

Assim como todos problemas citados anteriormente, esse é resolvido através da cirurgia plástica ocular.

Para concluir, o paciente que decidir se submeter a uma plástica ocular deve estar preparado para realizar exames laboratoriais e avaliações médicas. Assim como os seus resultados e opções de tratamento. Nesse momento é fundamental ser sincero e explicar detalhadamente todas as suas expectativas ao médico oftalmologista.

Vale ressaltar que, somente quem pode dar o diagnóstico é o médico oftalmologista, esse conteúdo é meramente informativo, se você suspeita de qualquer problema ocular procure ajuda especializada.

-

Você pode contar comigo para isso, eu sou oftalmologista com especialização em plástica das pálpebras, sistema lacrimal, órbita e áreas anexas. Ou seja, estou pronta para te atender, diagnosticar e tratar anormalidades dessas regiões dos olhos.

82 visualizações